Fim de semana do futebol brasileiro tem quatro finais de alto nível

da bet esporte: : O futebol brasileiro foi palco de um fim de semana de alto nível. De Cuiabá a Pouso Alegre, quatro torneios nacionais foram decididos neste fim de semana. Corinthians, Palmeiras, Cuiabá e América-RN ergueram as taças, mas o grande vencedor foi o torcedor brasileiro, que pôde acompanhar cada uma dessas partidas.

da poker: : “O final de semana foi uma festa para os fãs do futebol. É um orgulho para a CBF realizar tantas decisões com excelência, estádios lotados e muita emoção nos gramados. Nossos departamentos trabalharam alinhados de forma firme e discreta para valorizar os verdadeiros protagonistas das decisões, os jogadores e os torcedores”, declarou o Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues.

Vice-presidente da CBF, Reinaldo Carneiro Bastos foi designado para exercer a Presidência da entidade durante a viagem de Ednaldo Rodrigues à França. O dirigente esteve nas quatro decisões e participou das cerimônias de premiação.

“Foi uma honra representar a Presidência da CBF nestas finais. Elas são prova do grande trabalho realizado pela entidade, que conta com a colaboração de todas as federações para construir um futebol cada vez melhor”, afirmou Reinaldo Carneiro Bastos.

Campeões do fim de semana

Brasileirão Sub-20: Palmeiras

Brasileirão Feminino Neoenergia: Corinthians

Brasileirão Série D: América-RN

Brasileirão de Aspirantes: Cuiabá

O Brasil é Dourado!

Pela primeira vez em sua história, o Cuiabá conquistou um título nacional. Na sexta-feira (23), o Dourado derrotou o Red Bull Bragantino por 3 a 2 e levantou a taça do Brasileirão de Aspirantes. A competição de base é destinada para elencos majoritariamente compostos de jogadores com até 23 anos de idade e exerce papel importante na cadeia do futebol brasileiro. A decisão na Arena Pantanal marcou o início da sequência de finais do futebol brasileiro neste fim de semana.

Cuiabá ergue taça do Brasileirão de Aspirantes
Créditos: Gil Gomes / CBF

Brabas e recordistas

No sábado (25), o Corinthians voltou a firmar sua posição de liderança no futebol feminino do país. O Timão derrotou o Internacional por 4 a 1 e foi campeão do Brasileirão Feminino Neoenergia pela quarta vez em sua história, a terceira consecutiva. Como se não bastasse o título, as Brabas da Fiel também conseguiram um recorde de público: 41.070 pessoas estiveram presentes na Neo Química Arena, o maior número de um jogo feminino de clubes da história do futebol sul-americano.

“Tivemos uma final histórica com um público histórico. Espero que numa próxima edição o recorde seja batido novamente. Foi um jogo lindo, bem jogado… fica uma menção honrosa ao Internacional também, que foi campeão no Sub-17, no Sub-20 e chegou à final. O futebol feminino tem que continuar crescendo. Vemos o resultado em campo, na torcida presente e fora de campo, com uma premiação cinco vezes maior, que mostra a força do futebol feminino”, afirmou o Diretor de Competições da CBF, Julio Avellar.

Final do Brasileirão Feminino Neoenergia quebra recorde de público do futebol feminino no país
Créditos: Thais Magalhães/CBF

O título sob os pés de um fenômeno

No domingo (25), a final do Brasileirão Sub-20 foi disputada entre Corinthians e Palmeiras, mas o brilho ficou por conta de um jogador: Endrick. Fenômeno das categorias de base do futebol brasileiro, o atacante do Verdão marcou o único gol da vitória por 1 a 0 do Porco na Neo Química Arena, em São Paulo (SP). Este foi o segundo título do Palmeiras na competição. A final teve participação decisiva da arbitragem, que anulou corretamente um gol marcado em impedimento pelo Corinthians nos acréscimos da partida.

Endrick ajudou o Palmeiras a conquistar o Brasileirão Sub-20
Créditos: Thais Magalhães/CBF

A Casa do Dragão

No futebol profissional masculino, o América-RN foi o primeiro campeão brasileiro da temporada. Também no domingo (25), o Dragão viajou até o interior de Minas Gerais e conquistou o Brasileirão Série D. Apesar da derrota por 1 a 0 para o Pouso Alegre, a equipe potiguar ficou com o título com a vantagem construída no primeiro jogo (2 a 0). Um dos principais destaques da campanha do Mecão foi a presença de sua torcida, que levou mais de 100 mil pessoas ao estádio durante a fase eliminatória da competição.

América-RN conquistou o Brasileirão Série D
Créditos: Breno Babu/CBF

Arbitragem à altura

Em jogos desse tamanho, a responsabilidade aumenta para a equipe de arbitragem. Mas os envolvidos nas quatro finais deram conta do recado. Duas decisões contaram com a ferramenta do árbitro assistente de vídeo (VAR): Brasileirão Feminino Neoenergia e Brasileirão Série D. No duelo entre Corinthians e Inter, o VAR precisou ser acionado para anular o gol de Gabi Zanotti. Na final do Brasileirão Sub-20, um impedimento muito bem marcado anulou o gol que seria o do empate do Timão contra o Palmeiras.

“Finais são sempre jogos complexos, mas a Comissão está muito satisfeita com o desempenho apresentado nas decisões. É um desafio. Foram jogos diferentes, em estádios distintos, com variações no nível e na idade dos atletas. Tudo isso impacta na atuação dos árbitros, que estavam à altura dos espetáculos dentro de campo”, afirmou o Presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Wilson Seneme.

Equipe de arbitragem de Corinthians x Internacional
Créditos: Staff Images Woman/CBF

A CBF parabeniza América-RN, Corinthians, Cuiabá e Palmeiras, além de todos os envolvidos nestas quatro finais, pelo grande fim de semana que teve o futebol brasileiro!